segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Venha à noite




O eco dos espíritos não me assombram mais, a escuridão é minha mãe, minha fonte de energia. Poderosa, perfeita e santa.

- Que fazer com os homens perdidos? Acolhe-los no manto da noite, no vente da rainha.

- Venha à mim, liberte-se. Não tenha medo de confessar suas lágrimas de sangue. O suposto fim pode estar onde menos se espera, assim como pode ser tão obvio.

Não tema a morte, ela é como toda realidade. Se for sua vez de vivenciá-la, não há escapatória.

sábado, 20 de outubro de 2012

Bela Lugosi


Béla Ferenc Dezsõ Blaskó, mais conhecido como Béla Lugosi nasceu em 20 de Outubro de 1882 na Hungria e faleceu em 16 de agosto de 1956  em Los Angeles.
FELIZ ANIVERSÁRIO LUGOSI! (20/10)

Béla Lugosi começou a sua carreira nos palcos da Europa em várias peças de William Shakespeare. Mas no entanto tornou-se famoso pelo seu papel de Drácula numa encenação da clássica história de vampiro de Bram Stoker, e teve como especialidade os filmes de horror.

Béla Lugosi fugiu de casa com 11 anos, abandonou a escola e engajou-se no trabalho de mineração. Na adolescência começou a atuar em pequenas companhias teatrais. O caminho mais comum o guiou do teatro para o cinema mudo húngaro, atuando com o nome artístico de Arisztid Olt. Porém, teve que interromper seu início de atividades no cinema graças à Primeira Guerra Mundial. Há boatos de que ele tenha sido ferido três vezes, assim causando sua futura dependência em morfina para aliviar as dores que seguiram por sua vida inteira. Há também uma versão que diz que ele conseguiu ser liberado do serviço se passando por louco.

Fez cerca de 12 filmes, casou-se pela primeira de cinco vezes e saiu da Hungria por conta das suas opiniões políticas. Ele se refugiou na Alemanha, mas passou pouco tempo no país e foi para o país onde conseguiu alcançar a fama: os Estados Unidos. Béla participou do teatro na comunidade húngaro-americana, e após algum tempo ganhou a oportunidade de interpretar Drácula numa adaptação teatral escrita por John Balderston.
Sua interpretação única e assustadora nesta peça foi que abriu as portas para seu estrelato no cinema. O diretor Tod Browing descobriu e o chamou para interpretar o vampiro em sua versão cinematográfica de Drácula. Este papel deu estrelato a Lugosi, mas ao mesmo tempo o marcou como "um ator de um só papel".

Alguns de muitos Filmes em que trabalhou:

1930 Renegades
1931 Drácula
1932 White Zombie
1933 Night of Terror
1933 The Devil's in Love
1933 The Death Kiss
1934 The Black Cat
1935 The Raven
1935 Mark of the Vampire
1936 Dracula's Daughter
1939 Son of Frankenstein
1940 Black Friday
1941 The Wolf Man
1941 The Black Cat
1947 Scared to Death
1948 Abbott and Costello Meet Frankenstein
1953 Glen or Glenda?
1955 Bride of the Monster

Curiosidades:
Bauhaus, uma banda de rock formada em Northampton em 1978, escreveu uma canção intitulada Bela Lugosi's Dead, lançado em agosto de 1979, e é muitas vezes considerado o primeiro disco de rock gótico.

Em 1963, Andy Warhol fez uma pintura de telas de seda com imagens de Lugosi de um filme de Drácula. A pintura está na coleção do Museu Boijmans van Beuningen.
A capa que Lugosi usou no filme Dracula sobrevive ainda hoje na posse da Universal Studios.
Ganhou uma estrela na Calçada da Fama.

Sobre a homenagem que o Bauhaus fez:
Primeiro single de Bauhaus lançado em agosto de 1979. Ele não entrou nas paradas pop britânicas naquela época. Foi lançado em CD em 1988 e foi compilado no álbum de 1998, Crackle - The Best Of Bauhaus. A arte original da capa foi tirada do filme O Gabinete.

A canção foi apresentada no filme de Tony Scott lançado em 1983: Fome de Viver (The Hunger), com Bauhaus sendo retratando como uma banda em uma boate, tocando a música durante os créditos de abertura e introdução.


Extraído de: WIKIPÉDIA - BELA LUGOSI

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Acolha-me

Estou trabalhando em uma música e para iniciar o mês de outubro no Alba Lupus deixarei um pedaço dela aqui para meus leitores:



Quando o mundo em trevas caiu 
ninguém sentou ao meu lado.
Meu coração ficou quebrado.
Não pertenço a este lugar,
necessito me afastar.
Dormirei eternamente
e deixarei a morte contente.

Ela sempre caminhou comigo
em teus braços, meu abrigo.

Deusa vem me acolher
é no teu manto estranho
que vou sobreviver.