segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Vampiros Reais: A Condessa Sangrenta



Elizabeth Bathory - A condessa sangrenta: Foi a mulher que assassinou mais pessoas na história da humanidade. Acredita-se que, isto foi por conta de seu crescimento em um ambiente onde havia muitas atrocidades, afinal, o território em que vivia fazia parte das batalhas entre Turquia e Áustria  Elizabeth, inclusive viu suas irmãs sendo violentadas e mortas em um ataque ao castelo de sua família.

Casada em maio de 1575, seu marido, uma cruel oficial do exército, ensinava-lhe formas de torturas que eram aplicadas em seus criados indisciplinados. Mas o oficial não sabia que muitas matanças cometidas eram realizadas por sua amada esposa. Elizabeth acreditava que se tomasse banho com sangue de meninas jovens sacrificadas, impediria que a velhice tomasse conta do seu corpo. Só entre 1604 a 1610, com a ajuda de um grupo de fiéis colaboradores, assassinou 612 meninas adolescentes. Ela
sempre dava um jeito de achar motivos para aplicar torturas ou matar pessoas, além de sentir um enorme prazer de deleitar-se sobre suas vítimas.

Certa vez, num acesso de raiva, chegou a abrir a mandíbula de uma serva até que os cantos da boca se rasgassem. Ganhou a fama de ser Vampira por morder e dilacerar a carne de suas criadas. Há relatos de que numa certa ocasião, uma de suas criadas puxou seu cabelo acidentalmente aos escová-los. Tomada por uma ira incontrolável, Bathory a espancou até a morte. Dessa forma, ao espirrar o sangue em sua mão, se encantou em vê-lo clarear sua pele depois de seco. Daí vem a ideia da Condessa  de se banhar
em sangue para permanecer jovem eternamente. 

Um dia, o conde Gyorsy Thurzo, cercou o castelo de Elizabeth, onde a condessa foi aprisionada  num aposento onde só  havia uma pequena abertura para passagem de ar e comida. Sua morte foi em 21 de agosto de 1614. Até hoje o nome de Bathory é sinônimo de beleza e maldade para os povos de toda Europa.

Aspectos de um Vampiro


Possuem um aspecto muito similar ao nosso, pois um dia já foram humanos, há apenas algumas fortes diferença, dentre elas:


Caninos afiados:
Um traço muito forte dentre os Não Mortos são os grandes e afiados dentes caninos. Tais dentes possuem condutos internos que lhes permitem inocular o veneno do pecado em suas vítimas, matá-las dentro de segundos e sugar todo seu sangue.

Palidez em seu rosto:
A frieza do corpo de um vampiro faz com que sua pele fique pálida e permaneça jovem, assim, se um vampiro não se alimentar de sangue como se deve, sua aparência vai se definhando.

Beleza sobrenatural:

Os Vampiros tem um forte poder de persuasão desde seu olhar até o modo em que se veste. Isso leva a vítima a ceder seu corpo rapidamente a esta criatura.



A luz solar e um Vampiro
Se um vampiro permanecer muitos segundos na luz solar, seu corpo se converte em cinzas e ela não mais pode sobreviver. Até os seres imortais tem um fim. O horror a luz solar é explicado na postagem "O que é um vampiro?".

Sobre caixões e cemitérios
Quando não há algum castelo abandonado por perto, eles optam por descansar em mausoléus enquanto a luz solar reina no mundo, pois sabem que ninguém irá abrir um caixão a não ser que esteja procurando um Vampiro.

Nem sempre uma vítima vira um Não Vivo
Há várias situações que ocorrem após um humano ser atacado por Vampiro, dentro ela temos:
Permanência humana - Quando um Vampiro ataca rapidamente e não há tempo de deixar seu veneno no sangue da vítima.
Morte instantânea - Quando um Vampiro ataca, deixa seu veneno no sangue da vítima, o que a deixa paralisada, então ele suga todo o sangue de seu corpo.
Transformação - O Vampiro injeta seu veneno e suga apenas uma parte do sangue da vítima, após isso, o Vampiro faz com que a vítima beba seu sangue e é nesse momento que começará o nascimento de um novo Não Vivo no mundo.

O jeito que ocorre a transforação de um Humano para Vampiro
A vítima sentirá uma angústia como nunca sentiu antes. Essa sensação é provocada pelo fato de o veneno vampírico está percorrendo pelo seu corpo. Após isso, o veneno vai alterando a composição do sangue, o que produz a palidez espectral.
Nada mais doloroso do que sentir com maior percepção de cheiros, cores e sons a sua volta, tendo que controlar ao máximo o qual se deseja ouvir. Isso é um tormento, não? Em algum momento o novo Não Vivo terá de se acostumar com isso. Além de tudo isso, ganham uma capacidade mental em que pode perceber rapidamente os gestos de outras pessoas, além de grande rapidez e força. O ultimo estágio é a sede insaciável por sangue, mas isso também, o tempo ensina a controlar, afinal, ele terá muitos e muitos anos para aprender.

O que é um Ghoul?


O Ghoul é um ser criado pelos Vampiros para servi-los e cuidar de sua casa durante o dia.

Como nasce um Ghoul:
O Vampiro morde um humano, extrai quase todo seu sangue e, quando praticamente não resta nada de vida, ele oferece-lhe seu braço e o obriga a beber três vezes seu sangue, transformando-o, então, em Ghoul.

O Ghoul tem a aparência de um humano normal, mas diferencia-se pela palidez quase espectral em seu rosto.

Durante toda sua vida, o Ghoul mantém um forte vínculo de sangue com seu criador, a quem deve lealdade. Só duas coisas podem libertá-lo de sua condenação: ficar mais de um ano sem beber o sangue daquele que o criou ou alguém matar seu dono.
Da mesma forma que um Vampiro, o Ghoul precisa beber sangue para viver, mas enquanto o Vampiro se alimenta do sangue dos vivos, o ghoul prefere uma coisa que pode deixar um Vampiro fraco: a carne fresca de um morto. Se ficar mais de um mês sem experimentar sangue, o ghoul entra em um estado muito parecido com a loucura, isso é bem notável no filme Drácula de Bram Stoker.

O que é um vampiro?


Vampiro: Do francês Vampire, do alemão Vampir, do eslavo Wampir, formado por Wam(Bebedor) e Pir(Demônio). 

Talvez a origem de suas lendas sejam baseadas no antigo mito de que através do beijo seria possível apoderar-se da alma de uma pessoa. Vampiro é um demônio que por algum motivo foram condenados a vivência eterna na terra e se alimentam do sangue de suas vítimas durante a noite.

A ideia de beber sangue surgiu quando o homem descobriu que o sangue era fonte de vitalidade. A crença em vampiros surgiu há muito tempo atrás e existem lugares que ela vive até hoje. O vampiro recebe vários nomes a depender da região que você esteja. 

Santo Agostinho escreveu que esses demônios tinham imortalidade corporal uma busca de paixões como seres humanos, mas não podiam produzir sêmen. Em vez disso, eles juntavam sêmens dos corpos de homens reais e os injetavam em mulheres adormecidas para engravidá-las. Assim eles se voltam para os humanos para usar seus órgãos e poder obter o que querem.

Na Grécia, Alguns dizem ser pessoas que houvessem cometido graves crimes ou alguém que houvesse morrido por suicídio, após serem enterradas, tinham seus corpos amaldiçoados por Deus e se transformavam em algo maligno para vagar na terra, o que chamavam de Vrykolakas. Em outros lugares, como a Bulgária, alguns dizem que são cadáveres cujo um gato pulou em cima em seu velório por falta de cuidados. 
Na Romênia, acreditava-se que a pessoa que nascia com a cabeça envolvida na membrana placentária ou que fosse o 12º filho cujo os mais velhos fossem todos homens podiam se transformar em uma criatura maligna.



Vamos tentar chegar a raízes mais antigas:

Em antigas civilizações haviam histórias sobre Lilith. De acordo com a lenda hebraica, Lilith teria sido formada  assim como o homem à partir do barro, logo após a formação deste. Por esse motivo ela não teria aceitado uma posição inferior em relação ao homem, pois sendo criada da mesma forma, exigia os mesmos direitos. 
No primeiro ato sexual Lilith não aceitou ficar por baixo, aguentando o peso do corpo do companheiro e exigiu ter  também o direito do prazer sexual. Como não foi atendida em seus anseios ela se revolta e pronuncia o nome "inefável" que lhe deu asas por meio das quais fugiu do Jardim do Éden. Assim Lilith abandonou Adão com quem não se entendia e foi para as margens do Mar Vermelho. Adão ficou só e reclamando, tendo medo da escuridão opressora. Daí haver uma relação entre Lilith e a Lua Negra.
Deus vendo o desespero de Adão enviou três anjos para trazer Lilith de volta ao Jardim, mas ela recusou tal proposta. Dessa forma, sua fuga transformou-se em expulsão, e após essa, Deus criou Eva para substituir a antiga mulher de Adão.

Lá às margens do Mar Vermelho habitavam os demônios e espíritos malignos, segundo a tradição hebraica, esse era um lugar maldito, o que prova que Lilith se afirmou como um demônio. (theworldanditslegends)

Lilith também foi castigada por ter enganado Eva, dando, em forma de serpente, o fruto proibido a mesma. Então deus também a condenou a vagar somente pela escuridão e a beber sangue de animais.
A partir daí, a humanidade que nasceria de Adão e Eva estavam condenados a também sofrer por e aos ataques de Lilith primeiro filho de Adão e Eva, Caim, foi por muito tempo amante de Lilith, mas a sua malignidade influenciou tanto o jovem  Caim que este foi induzido a matar seu próprio irmão Abel e de Caim e Lilith nasceram outros seres malignos que passaram  a se  alimentar de sangue humano e sair ao firmamento da Lua, por isso também, os vampiros não podem ser expostos a luz do Sol. Lilith permanece viva, levando homens ao pecado e oferecendo-lhes seu sangue venenoso da imortalidade. E é assim que descobrimos, segundo essa tradição bem antiga, como surgiram os demônios sugadores de sangue.
Infelizmente não consegui achar tradições mais antigas, se alguém souber, pode escrever nos comentários do blog.